A Equipa de Intervenção Social ERGUE-TE nasce da inspiração de uma Mulher, perante uma realidade emergente no séc. XIX. Movida por um forte apelo de Deus presente na Eucaristia, entrega a sua vida à causa da Mulher explorada e funda uma Obra.


As Irmãs Adoradoras são uma Congregação Religiosa internacional, constituída por cerca de 1100 Irmãs, presentes em 23 países da Europa, América, Asia e África.

A desenvolver projetos sociais em colaboração com leigos(as) na área da promoção da Mulher excluída e explorada, tornam vivo e atual o Carisma de Adoração-Libertação recebido através da sua Fundadora, Maria Micaela Desmasières, no século XIX, em Espanha.

A identificação com o Carisma recebido vale-lhe o nome de Madre Sacramento.

A identidade das Irmãs Adoradoras fundamenta-se na Eucaristia, de onde germina e cresce a Missão de acompanhar a Mulher explorada pela prostituição ou vítima de outras situações de violência, promovendo processos de libertação e dignificação.

A fidelidade ao Carisma recebido leva ao compromisso de o viver, desenvolver e recriar, encarnando-o em cada época, país ou situação, segundo as necessidades da sociedade e da Igreja, e a denunciar estruturas que não respeitem os Direitos Humanos.

“Para que uma se salve, daria a minha vida”
Sta. Maria Micaela

Maria Micaela nasceu em Madrid a 1 de janeiro de 1809, no seio de uma família nobre.

Respondendo a uma necessidade urgente do seu tempo, e no meio de dificuldades, incompreensões e perseguições, dedicou-se a libertar e promover a mulher oprimida pela prostituição.

Deslocava-se aos “prostíbulos”, no centro de Madrid, propondo às mulheres um novo projeto de vida. Em 1856 fundou a Congregação das Religiosas Adoradoras Escravas do Santíssimo Sacramento e da Caridade. Faleceu a 24 de agosto de 1865 em Valencia, Espanha.